PROZ.COM COVID-19 RESOURCE CENTER
Access Covid-19 jobs, answer relevant terminology questions, read industry news and more.

cas régime

Portuguese translation: caso oblíquo/acusativo

GLOSSARY ENTRY (DERIVED FROM QUESTION BELOW)
French term or phrase:cas régime
Portuguese translation:caso oblíquo/acusativo
Entered by: expressisverbis

10:11 Mar 27, 2016
French to Portuguese translations [PRO]
Philosophy / French contemporary philosophy
French term or phrase: cas régime
"Soi est un "cas régime", exactement comme se dont il est un doublet, et exactement, comme autrui (dont Lévinas fait valoir cette particularité de « cas régime »).

A referência é óbvia ao 'cas régime (versus cas sujet)' da gramática francesa. Mas em português, para preservar a metáfora, com relação ao "si mesmo", eu deveria dizer 'caso oblíquo' ou simplesemente 'objeto direto'? Realmente, não estou certa do equivalente no português e mesmo se há.

Agradeço aos colegas, desde já - Feliz Páscoa!
Soraya Hoepfner
Germany
Local time: 18:27
caso oblíquo/acusativo
Explanation:
Se "cas sujet" corresponde ao nominativo e vocativo, então "cas régime" corresponde ao genitivo, acusativo, dativo e ablativo.
No caso dos pronomes em português, estes tiveram origem no acusativo.
A língua portuguesa não é declinável, mas pensando no latim e sendo o português uma língua românica, penso que podemos traduzir esses casos assim.

L'ancien français jusqu'au XIVe siècle possédait encore un cas sujet – dérivé du nominatif latin – et un cas régime issu de l'accusatif. Le cas régime, à quelques exceptions près, a donné naissance aux noms français.
http://monsu.desiderio.free.fr/curiosites/cassujet.html

No português, os pronomes oblíquos átonos são declinados no caso acusativo (chamado comumente de caso oblíquo, que é uma denominação genérica para casos que não o reto) – são eles: me (oblíquo de eu), te (oblíquo de tu), se/o(s)/a(s) (oblíquos de ele(s)/ela(s)), nos (oblíquo de nós) e vos (oblíquo de vós).
https://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_acusativo

https://fr.wikipedia.org/wiki/Oblique_(cas)

https://books.google.pt/books?id=LRumIF1TLVkC&pg=PA50&lpg=PA...

Quanto à história de oblíquo nos estudos linguísticos, refira-se que o termo remonta à descrição da flexão nominal do latim. Nesta língua, como noutras (antigas ou atuais, por exemplo, o russo), nomes, adjetivos e pronomes estavam sujeitos a variações morfológicas (casos) na frase, de modo a indicar diferentes funções sintáticas. A função de sujeito era marcada pela forma de nominativo, também conhecido como «casus rectus», ou seja, «caso reto»; os outros casos (genitivo, acusativo, dativo e ablativo) eram chamados casos oblíquos (sobre os casos do latim ver resposta Casos: nominativo, vocativo, acusativo, etc.). Esta terminologia é mantida por Celso Cunha e Lindley Cintra, na Nova Gramática do Português Contemporâneo (1984: 279), na distinção entre pronomes retos (com a função de sujeito) e pronomes oblíquos (com outras funções sintáticas).
https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/a-or...

Celso Cunha e Lindley Cintra (Nova Gramática do Português Contemporâneo) elucidam-nos sobre essa questão, a da formas dos pronomes pessoais, dizendo: «Quanto à função, as formas do pronomes pessoal podem ser RECTAS ou OBLÍQUAS. RECTAS, quando funcionam como sujeito da oração; OBLÍQUAS, quando nela se empregam fundamentalmente como objecto (directo ou indirecto).» (p. 279)

--------------------------------------------------
Note added at 4 hrs (2016-03-27 15:08:58 GMT)
--------------------------------------------------

Penso que também pode traduzir por "forma oblíqua" tratando-se dos pronomes.
Boa Páscoa!
Selected response from:

expressisverbis
Portugal
Local time: 17:27
Grading comment
Obrigada!
4 KudoZ points were awarded for this answer



Summary of answers provided
4caso oblíquo/acusativo
expressisverbis


  

Answers


4 hrs   confidence: Answerer confidence 4/5Answerer confidence 4/5
caso oblíquo/acusativo


Explanation:
Se "cas sujet" corresponde ao nominativo e vocativo, então "cas régime" corresponde ao genitivo, acusativo, dativo e ablativo.
No caso dos pronomes em português, estes tiveram origem no acusativo.
A língua portuguesa não é declinável, mas pensando no latim e sendo o português uma língua românica, penso que podemos traduzir esses casos assim.

L'ancien français jusqu'au XIVe siècle possédait encore un cas sujet – dérivé du nominatif latin – et un cas régime issu de l'accusatif. Le cas régime, à quelques exceptions près, a donné naissance aux noms français.
http://monsu.desiderio.free.fr/curiosites/cassujet.html

No português, os pronomes oblíquos átonos são declinados no caso acusativo (chamado comumente de caso oblíquo, que é uma denominação genérica para casos que não o reto) – são eles: me (oblíquo de eu), te (oblíquo de tu), se/o(s)/a(s) (oblíquos de ele(s)/ela(s)), nos (oblíquo de nós) e vos (oblíquo de vós).
https://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_acusativo

https://fr.wikipedia.org/wiki/Oblique_(cas)

https://books.google.pt/books?id=LRumIF1TLVkC&pg=PA50&lpg=PA...

Quanto à história de oblíquo nos estudos linguísticos, refira-se que o termo remonta à descrição da flexão nominal do latim. Nesta língua, como noutras (antigas ou atuais, por exemplo, o russo), nomes, adjetivos e pronomes estavam sujeitos a variações morfológicas (casos) na frase, de modo a indicar diferentes funções sintáticas. A função de sujeito era marcada pela forma de nominativo, também conhecido como «casus rectus», ou seja, «caso reto»; os outros casos (genitivo, acusativo, dativo e ablativo) eram chamados casos oblíquos (sobre os casos do latim ver resposta Casos: nominativo, vocativo, acusativo, etc.). Esta terminologia é mantida por Celso Cunha e Lindley Cintra, na Nova Gramática do Português Contemporâneo (1984: 279), na distinção entre pronomes retos (com a função de sujeito) e pronomes oblíquos (com outras funções sintáticas).
https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/a-or...

Celso Cunha e Lindley Cintra (Nova Gramática do Português Contemporâneo) elucidam-nos sobre essa questão, a da formas dos pronomes pessoais, dizendo: «Quanto à função, as formas do pronomes pessoal podem ser RECTAS ou OBLÍQUAS. RECTAS, quando funcionam como sujeito da oração; OBLÍQUAS, quando nela se empregam fundamentalmente como objecto (directo ou indirecto).» (p. 279)

--------------------------------------------------
Note added at 4 hrs (2016-03-27 15:08:58 GMT)
--------------------------------------------------

Penso que também pode traduzir por "forma oblíqua" tratando-se dos pronomes.
Boa Páscoa!

expressisverbis
Portugal
Local time: 17:27
Does not meet criteria
Native speaker of: Native in PortuguesePortuguese
PRO pts in category: 4
Grading comment
Obrigada!
Login to enter a peer comment (or grade)



Login or register (free and only takes a few minutes) to participate in this question.

You will also have access to many other tools and opportunities designed for those who have language-related jobs (or are passionate about them). Participation is free and the site has a strict confidentiality policy.

KudoZ™ translation help

The KudoZ network provides a framework for translators and others to assist each other with translations or explanations of terms and short phrases.


See also:

Your current localization setting

English

Select a language

Term search
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs
  • Forums
  • Multiple search